17 de março de 2005

II Encontro de escalada - ASE

A Associação Santamariense de Escalada promove pelo segundo ano consecutivo o II ENCONTRO DE ESCALADA DE SANTA MARIA, visando sempre novas amizades e a confraternização de escaladores e montanhistas de todo Brasil e paises vizinhos. Nossos encontros tem sempre grandes objetivos como: Troca de experiências, novas conquistas e projetos de pequenas e grandes expedições por nossas montanhas. Nosso costume de hospitaleiros atrai dezenas de pessoas para nossos eventos e é por isso que mais uma vez resolvemos repetir esse evento com algumas novidades. Esperamos a presença de todos.

Rafael Ribeiro / ASE Gestão 2005
Maiores Informações: rafymont@yahoo.com.br


10 de março de 2005

Conheça o projeto Viva-Feliz

OBJETIVO

Proporcionar a criança e ao adolescente uma experiência inovadora, que alavanque a sua auto-estima e trabalhar com o seu físico de forma holística em contato com a natureza. Vamos trabalhar cada criança com auxílio de profissionais especializados em psicologia/ pedagogia (ligados a entidade assistida), educação ambiental, yoga e montanhismo, reformulando conceitos que fazem parte do cotidiano delas, buscando a sua preparação para enfrentar e superar obstáculos, físicos e emocionais e conseqüentemente sociais e culturais. Nossas atividades farão desenvolver a criatividade, o comprometimento, a motivação para vencer desafios em grupo e/ou individualmente, promovendo o extrovertimento e melhorando seus relacionamentos pessoais

JUSTIFICATIVA

Atualmente com a globalização da miséria e a falta de recursos suficientes para resolver a situação social da criança e o adolescente desamparado, como base para enfrentar o mundo com a cabeça erguida e integridade social através de cursos profissionalizantes a nível técnico e superior, exemplo da maioria das pessoas de classe média que possuem melhores condições para buscar novas oportunidades. Frisamos a importância da criança ter preparo psico-físico para enfrentar os desafios impostos pelo meio social, através de esportes da natureza mexendo com o físico, a mente e o espírito, e já está provado que o auto-estímulo para enfrentar problemas se conquista rapidamente com um contato freqüente com a natureza através de atividades como: caminhada, escalada, rappel, educação ambiental por que não uma prática relaxante como a Yoga. Com essa linha de raciocínio procuramos trabalhar a ansiedade e a liberação de energia da criança através da exploração dos dons, das habilidades, da vontade de vencer desafios e do incentivo ao desenvolvimento da sua criatividade. Através da Educação Ambiental visamos a sua conscientização e a revalorização dos recursos naturais como meio de preservação para o futuro.

Montanhismo

Atividade que estimula a pessoa para enfrentar os obstáculos encontrados na prática do esporte integrando-se com os componentes da Natureza, aumentando o seu auto-conhecimento em vários aspectos: corpo, mente e espírito. Intensifica a capacidade de concentração, planejamento, paciência, auto-confiança, superação de limites, liderança e de superar medos e tensões.

Educação Ambiental

A Educação Ambiental é o meio mais eficiente de formar as futuras gerações para que possam traçar o futuro do planeta dentro de uma perspectiva sustentável, uma vez que oportuniza aos atores sociais uma reflexão sobre questões sócio-ambientais trabalhando valores que propiciem o interesse, a auto­con­fiança e o engajamento em ações conservacionistas. Presente nas atividades realizadas na natureza, estaremos abordando temas contemporâneos do cotidiano de cada criança e adolescente e os reflexos deles na sociedade com todo, bem como revelando aos alunos as origens e algumas curiosidades pertinentes a cada assunto. Os planos serão adaptados à realidade dos educandos sendo estipulados após relatórios narrativos sobre cada grupo que servirão de base para diagnosticar a ordem dos temas a serem abordados. ACM e o MEIO AMBIENTE Dentre as diretrizes a serem trabalhadas na área de meio ambiente destaca-se a Educação Ambiental como alicerce de sustentação para o cumprimento das demais atividades, partindo do princípio de que a educação é o elemento indispensável para a transformação da consciência ambiental no que diz respeito não só a proteção de áreas naturais mas incentivando a melhoria da qualidade de vida nas comunidades.

Yoga

Benefícios Físicos: Alonga e aumenta a flexibilidade da coluna; Estimula a circulação e a digestão; Melhora a postura e a coordenação motora; Melhora a flexibilidade dos músculos e das juntas; Alivia dores na coluna, principalmente em decorrência de problemas posturais, lordose e escoliose; Indicada para tensões musculares em geral (ombros, pescoço, pernas). Aumenta a energia; Estimula o funcionamento das glândulas do sistema endócrino; Melhora o sistema respiratório; Diminui o nível de colesterol e de açúcar no sangue; Auxiliar no tratamento da insônia; Benefícios Mentais : Aprimora a consciência corporal; Diminui o stress; Relaxa corpo e mente; Melhora a atenção, bem-estar e equilíbrio; Alivia sintomas de depressão.

Metodologia

Serão criados programas semanais de passeios a ambientes naturais, em dias de chuva será transferida a atividade. Acompanhamento e instruções durante um dia 4 vezes por mês, ocorrerá atividades de montanhismo (caminhadas, escaladas e rapel) e yoga para grupos de até 30 crianças de 10 a 17 anos durante 3 meses. Na maioria das atividades serão utilizados 1 Instrutor de Montanhismo, 1 Educador Ambiental/auxiliar de instrutor de montanhismo, 1 Psicólogo, pedagogo ou assistente social(cedido pela entidade assistida) e um Instrutor de Yoga(Parceiros Voluntários) Iremos trabalhar com grupos de 30 crianças e ou adolescentes, visando não uma competição e sim uma integração em grupo, testando assim a capacidade de cada um em vencer os obstáculos que mexam com o físico e o psicológico da criança/adolescente o tempo todo, motivando-as a participarem através de atividades lúdicas. No total serão aproximadamente 320 crianças por trimestre atingidas pelo projeto.

* Luis Marcelo Rodrigues é presidente da ACM e proponete do projeto.

9 de março de 2005

Homenagem aos atletas da ACM

Recentemente foi divulgado o Ranking Gaúcho Oficial 2004 da Federação Gaúcha de Montanhismo -www.fgm.org.br - das modalidades de escalada em boulder e escalada de dificuldade. Caxias do Sul provou ser a cidade com os melhores escaladores do Rio Grande do Sul, tendo sido os representantes da Associação Caxiense de Montanhismo que obtiveram os melhores resultados do ranking. Com exceção da categoria Máster Masculino de boulder, em todas as outras categorias os primeiros lugares foram de escaladores de nossa entidade.

BOULDER

1º e 3º Lugar da categoria adulto
1º, 2º e 3º Lugar da categoria juvenil
1º Lugar da categoria adulto feminino

DIFICULDADE

1º Lugar da categoria adulto
1º e 3º Lugar da categoria juvenil
1º e 2º Lugar da categoria adulto feminino

E fica aqui nossa homenagem à estes atletas que se destacaram no Ranking, treinaram forte o ano inteiro, levando a ACM, e principalmente da Cidade de Caxias do Sul, ao lugar mais alto do podium.

PARABÉNS !!!

Marcos Vinicius Todero
1º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Adulto

Thiago Balen
1º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade - Categoria Adulto

Jimerson Martta
3º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Adulto

Guilherme Reis
1º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade Categoria Juvenil

Dioni Capelari
1º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Juvenil

Pedro Rambor
2º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Juvenil

Manuel Riveros
3º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Juvenil

Matheus Scopel
3º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade - Categoria Juvenil

Marcos Alba
1º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade - Categoria Máster

E se não fosse suficiente o show de escalada da rapaziada, deve ser dado destaque para a evolução da escalada feminina no Rio Grande do Sul. As escaladoras da Associação Caxiense de Montanhismo não ficaram para trás, conquistando os dois primeiros lugares do ranking de dificuldade e o primeiro lugar do ranking de boulder.

PARABÉNS GAROTAS !!!

Lilian Beck Tsuhako
1º Lugar no Ranking de Escalada em Boulder - Categoria Adulto Feminino
1º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade - Categoria Adulto Feminino

Elisa Rosa Mendes
2º Lugar no Ranking de Escalada de Dificuldade - Categoria Adulto Feminino


5 de março de 2005

Vale Encantado e Frey

A cidade de Bariloche na Argentina, localizada à 1630km ao sul de Buenos Aires, sempre foi conhecida pelas suas estações de esqui e suas belas paisagens. Há alguns anos atrás também se tornou conhecida entre os escaladores brasileiros como um ótimo setor de escalada tradicional, setor este que conta com cerca de 400 vias e está localizado no Cerro Catedral. Atualmente esta pequena cidade de clima agradável e aconchegante durante o verão, começa a despontar como um lugar com ótimas escolas de escalada esportiva. È o que os escaladores gaúchos Vinicius Todero, Elizangela Xavier (Goda) e o carioca Fábio Muniz puderam conferir durante uma viajem a esse maravilhoso local. O primeiro point visitado por eles foi El Trebol, que está localizado à 18km do centro da cidade, que conta com três pequenos setores, Paredes Blancas, Casa de Dani e Torrecitas. Apresentando cerca de 40 vias de 6° a 10ª, além de alguns projetos e um visual deslumbrante. O segundo setor visitado foi o Cerro Ventana, também próximo a cidade, com aproximadamente 25 vias de rocha vulcânica, com graduações variando entre 5° a 9ª. Apesar da bela vista do lago Gutierrez, que se tem desde este setor, não é muito recomendado visitá-lo, pois já houve casos de assalto. O próximo destino dos escaladores foi o Valle Encantado, à 60km ao norte de Bariloche. Este local possui dois grandes setores, um próximo a estrada que corta o Valle e outro com acesso um pouco mais restrito, pois é necessário autorização para acampar no local e um bote ou canoa para atravessar o rio Limay. Os dez primeiros dias foram destinados ao setor próximo a estrada, que conta cerca de 50 vias desde placas verticais até negativa de 45°, onde predomina a escalda atlética e sobre tudo em bi e tri-dedos. Após uma rápida ida a Bariloche, os escaladores retornaram ao Valle Encantado e permaneceram por lá por mais 15 dias, mas desta vez, cruzando o rio. Onde puderam escalar algumas das 60 vias em rocha vulcânica, um tanto quanto abrasiva deste setor. O último setor visitado foi o Frey, que como já foi mencionado anteriormente esta localizado no cerro Catedral, e está a 25Km do centro de Bariloche, sendo que 10Km são feitos a pé por uma trilha muito agradável e bonita, um pouco inclinada no trecho final. Neste setor, durante cinco dias eles puderam escalar algumas vias tradicionais nas agulhas de granito escorregadio e cheio de fissuras do Frey. Como se nota Bariloche é um ótimo destino no verão tanto pelas escaladas, como pelo ambiente acolhedor e agradável que oferece. Opções de passeios também não vão faltar nos dias de descanso, já que a cidade possui uma ótima infra-estrutura para mountainbike, trekking, rafting, alem de passeios mais convencionais em barcos no lago Nahuel Huapi, teleféricos no cerro Otto ou Campanário, de onde se pode ter uma linda visão da cidade do lago e das montanhas que a cercam. Para quem estiver interessado em visitar este local, e quiser mais informações sobre a cidade e os locais de escalada pode entrar em contato com Vinicius pelo e-mail mvtodero@gmail.com