8 de maio de 2004

11a em Flash

O nome de Kilian Fischhuber começa a soar com força dentro do panorama internacional, sobre rocha e resina. Dois pódios seguidos (o último no lugar mais alto) na Copa do Mundo de boulder 2004 foram o primeiro aviso. Ganhou em Erlangen e ficou em segundo em Birmingham. Devolta a Áustria, e aproveitando o intervalo nas competições internacionais de boulder até o final de maio, Fischhuber decidiu trocar o crashpad pela corda, mas sem mudar o estilo de escalada. Tai chi, via aberta por seu compatriota Beat Kammerlander na escola de Loruns, comprime em apenas oito metros todo um 8c de via. Um lance ligeiramente negativo e de pegas pequenas, típico de um boulder.

10c ou 11a?

Quando Kammerlander deixou seu projeto pronto, dando vida a Tai chi, o grau sugerido ficou em 10c. Posteriormente, a quebra de uma agarra chave elevou a dificuldade da via. Outro especialista em boulder austríaco, Bernd Zangerl, foi o primeiro a encadenar a via depois da quebra, graduando-a em 11a. Gerhard Hörhager e Fred Nicole engordaram depois a lista de cadenas e confirmaram a graduação nova. Agora, em 23 de abril, Fischhuber, depois de observar cuidadosamente Hans Milewski tentar a via, entrou na parede e saiu direto em cima, tornando-se o primeiro escalador do mundo a escalar um 11a na primeira tentativa, sem quedas.

Fonte: Desnivel.com
Extraído da
Montanhistas de Cristo

Nenhum comentário: